4 Dicas Para Você Se Dar Bem E Conseguir Uma Bolsa Do Prouni

| 15/01/2017 | Reply

Criado em 2004 para ampliar o acesso à universidade, o Programa Universidade para Todos (Prouni) oferece bolsas integrais e parciais em cursos de graduação em instituições de ensino privadas. As bolsas são patrocinadas pelo governo federal por meio de renúncia fiscal de impostos por parte das universidades particulares. Se você quer uma bolsa do Prouni, veja neste artigo quatro dicas que você deve seguir para se dar bem.

  1. Preste atenção aos requisitos exigidos

Antes de mais nada você precisa saber quais são os requisitos exigidos pelo Prouni, para saber se você tem condição de pleitear uma bolsa de estudos. É necessário que você faça o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e tenha nota superior a 450 pontos, além de não poder zerar a redação.

Só pode ter acesso a bolsas integrais (100%) alunos cuja renda familiar mensal seja de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para conseguir bolsas parciais (50%), é necessário que a renda por pessoa na família não ultrapasse 3 salários mínimos.

Além disso, o postulante a uma bolsa do Prouni precisa cumprir ao menos um dos requisitos listados a seguir:

  • Ter estudado o ensino médio em escola da rede pública;
  • Ter cursado o ensino médio em escola particular, mas com bolsa integral;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino básico, no exercício do magistério, que concorra a vagas em cursos de licenciatura, pedagogia ou normal superior.
  1. Pesquise o curso que você deseja

O Prouni permite que o candidato escolha duas opções de curso no ato da inscrição. Para que você tenha mais chances, faça uma pesquisa dos cursos por cidade e por instituição e veja quantas vagas são oferecidas para ampla concorrência, dentro do sistema de cotas e quantas são parciais ou integrais. Também é bom olhar o período para saber se as aulas são de manhã, à tarde, à noite ou o dia todo.

Outro ponto de atenção é com relação à escolha da universidade longe ou perto de onde você mora. Reflita o quanto você se dispõe a morar em outra cidade e a ter que se adaptar sozinho. Vale também saber se a universidade desejada possui programa de bolsas, estágios ou moradia estudantil, o que pode ajudar a diminuir os gastos.

Os bolsistas parciais também poderão complementar o valor restante da mensalidade por meio do Financiamento Estudantil do Ensino Superior (Fies), programa federal que paga seus estudos e que você só vai devolver os valores após concluir a graduação.

  1. Cuidado com a nota de corte

A nota de corte do Prouni é a nota indicada para o candidato ser aprovado no programa de bolsas. Durante todo o período de inscrição, o sistema fará os cálculos e divulgará as notas de corte, que variam a cada dia, bem como a classificação dos cursos.

É importante acompanhar para saber se a sua nota no Enem é compatível com a nota de corte do Prouni para o curso e instituição que você deseja ingressar. Caso a nota de corte seja superior, você poderá alterar o curso, adequando-se a uma nota de corte menor. É possível alterar o curso até o término das inscrições.

  1. Fique de olho na concorrência

Olhe a nota de corte, mas não descuide da concorrência. Isso porque, quanto maior for o número de interessados no mesmo curso, menores serão suas chances de conseguir uma vaga na universidade. As diferenças podem variar muito de uma instituição de ensino para a outra. Vale a pensa refletir se o mais importante é o curso ou a universidade.

Category: Estudante

Leave a Reply