A Eficiência Do Antivírus

| 11/05/2017 | Reply

O antivírus é a ferramenta mais eficiente para evitar e combater softwares nocivos ao computador. Trata-se de programa criado especificamente para essas ações, tem versões gratuitas e pagas.

Atualmente não existe vida sem máquinas como o computador. Todos nossos processos estão estritamente ligados ao mundo da informática. Inteirar-se do funcionamento dessa máquina é essencial a todos que a utilizam para trabalho e estudo.

Porém, nesse ambiente virtual somo atingidos por programas maliciosos que diminuem a capacidade operacional do PC, os famigerados vírus.

A sinonímia com vírus biológico é formidável, pois o vírus de computador age de maneira similar: depois que instaurado no sistema irá infectar outros drives como Pen drive, CD, SD, etc.

Porém, para combater e prevenir esses invasores virtuais foram criados os antivírus, que nada mais são que softwares que impedem o programa invasor.

Um pouco da história do Antivírus

A ideia de um programa controlar outra é bem antiga, remonta aos primórdios dos autômatos, na década de 50. Porém, só nos anos 80 é que Frederick Cohen usou a expressão “vírus informático”.

A partir da análise de Cohen, os especialistas foram teorizando e testando programas que bloqueassem o acesso de invasores em suas máquinas. E no início da década de 90 é que surgiu o primeiro antivírus: o Norton.

Essa primeira base de antivírus combatia os “vírus polimórficos”, que são difíceis de detectar. Logo se desenvolveram para os malwares, que até hoje existem e são aqueles enviados por e-mails.

Antivírus em ação

Atualmente todas as pessoas tem fácil acesso a antivírus para computador. Pode compra-los e baixa-los no PC, ou fazer downloads direto da rede a partir, claro, de sites confiáveis, preferivelmente da empresa que escolher.

Depois de baixado o programa protetor em seu computador, ele irá realizar uma série de varreduras em busca de vírus. Seguindo um passo a passo, geralmente funcionarão assim:

1 – Todos os antivírus serão atualizados por uma base de dados da empresa detentora do software, por isso, ter acesso internet é essencial. Ele será atualizado diariamente, ou de acordo com a programação da empresa.

2 – Depois de atualizado, poderá dá o comando de verificar de forma: rápida, completa ou personalizada.

3 – Escolhendo uma dessas, o antivírus começa sua busca nos arquivos de inicialização; depois verificar os programas ou aplicativos que estão em operação e segue aos demais arquivos presentes na máquina.

4 – Caso seja detectado algum invasor, o antivírus o isolará num ambiente de quarentena, onde poderá remover ou restaurar o arquivo (caso não seja vírus).

5 – Geralmente não se usa a opção mais longa para verificar o computador, porém, recomenda-se que 1 vez na semana realize.

6 – Outra dica é antes de abrir qualquer drive, faça a “verificação personalizada”, afim de identificar algo que comprometa sua máquina.

Qual o melhor antivírus

É difícil apontar um específico. O mercado tem muitas marcas eficientes, porém, algumas atendem usuários com rotinas comuns, que usam suas máquinas para tarefas simples. Já outros antivírus são voltados para profissionais, ou para quem realiza vários downloads e visita sites diversos.

O indicador é ler atentamente no site ou embalagem do antivírus as ações descritas por seu fabricante. Os pagos, por exemplo, têm níveis de proteção diferente.

O que atestará certamente numa pesquisa, é que cada marca tem um diferencial, basta ver sua necessidade e escolher o seu.

Os antivírus são eficazes?

Sim. Mesmo com ritmo acelerado da tecnologia da informação, os antivírus cumprem para o qual são criados. Porém, é a forma que utiliza sua máquina que pode comprometer o funcionamento.

Tem boas práticas. Evite visitar sites desconhecidos, que normalmente não são seguros. Não abra e-mails tipo spam. Seguindo essas simples dicas, e de posse de um bom antivírus, seu computador estará seguro.

Category: Antivírus

Leave a Reply