CNH Social: Confira todas as novidades

| 30/08/2017 | Reply

O que já foi um luxo, hoje é necessidade. Se você não tem a sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) sabe que precisará tirar mais cedo ou mais tarde, pois é comum que muitos empregadores a solicitem como requisito de contratação.

Por outro lado, o procedimento para retira-la é caro e como você mesmo deve saber as taxas cobradas são reajustadas anualmente. Além disso, você precisa pagar as provas e a Auto Escola, ou seja, fica pesado para qualquer bolso e principalmente para quem passa por um momento financeiramente delicado.

Se este é o seu caso saiba que tenho uma boa noticia para lhe dar: o governo em parceria com o DETRAN de alguns estados criou o CNH Social que é o meio mais econômico de obter seu sonhado documento. Além disso, em alguns estados as inscrições para a seleção no programa foram iniciadas. Veja a seguir como funciona e o que é preciso fazer para concorrer ao documento popular.

Como funciona o CNH Social?

Também conhecido como CNH Popular o programa foi criado em 2011 com o intuito de auxiliar a população de baixa renda a tirar a sua carteira. Além da primeira habilitação, podem ser tiradas as carteiras para adição ou mudança.

O programa realiza um processo seletivo de acordo com suas regras estabelecidas (que podem ser cobradas na totalidade ou parcialidade conforme cada estado participante adota). As inscrições são realizadas diretamente no site do DETRAN que também é responsável pela divulgação do resultado. Para saber se o Departamento do seu estado participa é só consultar o seu respectivo site, sendo que geralmente criam uma página exclusiva com todas as informações e espaços necessários para a inscrição dos candidatos.

Quem pode participar do CNH Social?

Como é um programa destinado à população com baixa renda, os requisitos exigidos são os seguintes:

  • Possuir como renda bruta familiar o valor máximo de 2 salários mínimos;
  • Ter idade igual ou superior a 18 anos;
  • Saber ler e escrever;
  • Estar desempregado pelo período igual ou superior a 1 ano (sem registro na Carteira de Trabalho);
  • Participar de programas do Governo Federal como, por exemplo, o Bolsa Família;
  • Estar inscrito no CadÚnico;
  • Se for estudante estar matriculado em instituição da rede pública com bom desempenho escolar;
  • Pequenos agricultores, cuja renda não ultrapasse o equivalente a 2 salários mínimos mensais;
  • Ser portador de necessidades especiais;
  • Ser ex-presidiário.

Inscrições no CNH Social

Como já havia adiantado a abertura do prazo de inscrições é feita de acordo com o calendário de cada unidade participante, ou seja, cabe a cada uma a decisão de escolha sem a necessidade de seguir um período padrão.

Por isso é importante acessar o site do DETRAN participante para se certificar sobre o processo. Para ter ideia, algumas unidades que já integram o programa são aquelas localizadas nos estados seguintes: Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Espírito Santo, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Como fazer a inscrição no programa?

O procedimento de inscrição é feito diretamente no site do DETRAN. Na página do Departamento procure a opção referente à CNH Social ou CNH Popular (já que em alguns estados esta alternativa é mais utilizada). Clique sobre ela e siga as instruções dadas no site.

Assim que fizer o seu cadastro é só aguardar a divulgação do resultado que será disponibilizado no próprio site do DETRAN. Vale lembrar que a seleção é realizada pela análise dos requisitos.

E, por fim, é importante ressaltar que a CNH Social não pode ser cobrada, ou seja, ela é gratuita. Qualquer tipo de cobrança realizada é proibido. Fique atento e boa sorte!

Não perca mais nenhuma novidade do blog. Cadastre-se agora e receba nossa newsletter gratuitamente.

Tags: , , ,

Category: CNH

Leave a Reply