Conheça Os Requisitos Para Entrar No FIES

| 27/04/2017 | Reply

O Financiamento Estudantil do Ensino Superior (FIES) é um programa criado pelo governo federal para oportunizar aos estudantes que não têm como arcar um curso superior a chance de cursar uma graduação por meio de uma linha de financiamento. Destinado especialmente ao público de baixa renda, essa linha de financiamento custeada pelo governo federal pretende garantir um maior acesso à educação das famílias que possuem menos condições financeiras.

O programa paga para a instituição de ensino superior privada para receber aquele aluno, que irá devolver o dinheiro, após o término da graduação, em suaves prestações e juros baixos. Durante os estudos o aluno irá pagar apenas parcelas pequenas relacionadas aos juros do empréstimo. Entenda como funcionam os critérios de seleção e como é feita a divisão das vagas entre as faculdades.

Processo seletivo do FIES

O processo de seleção é realizado duas vezes por ano e tem como base o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O candidato precisa ter média superior aos 450 pontos na prova e não pode ter zerado na redação.

Além disso, o estudante deverá estar matriculado ou desejar se matricular em uma instituição privada que esteja cadastrada no FIES. Essa faculdade ou universidade também precisará possuir avaliação positiva nos cursos oferecidos pelo FIES para poder conceder o benefício aos seus alunos.

Antigamente era permitido que a pessoa que não fizesse Enem pudesse pleitear o financiamento estudantil. Hoje em dia, o critério de corte é o próprio exame nacional. Vale ressaltar que não há restrição de idade para participar do FIES.

O bolsista do Programa Universidade Para Todos (Prouni) também poderá pleitear o financiamento para complementar a bolsa que já recebe do governo federal para o pagamento do curso. No entanto, deve-se limitar à instituição e ao curso em que possui a bolsa, e a união dos dois benefícios não pode superar os encargos educacionais com desconto.

A inscrição para o programa é feita apenas pela internet, por meio de um cadastro a ser realizado no site do FIES. É importante ter na hora de se inscrever todas as informações sobre a faculdade, o curso e seus dados pessoais.

Entenda como funciona a oferta de vagas no FIES

A definição da quantidade de vagas do FIES depende basicamente de três critérios específicos, divididos da seguinte forma:

  • Coeficiente de Demanda por Educação Superior (CDES), que representa 70%;
  • Coeficiente de Demanda por Financiamento Estudantil (CDFE) fica com 30%;
  • Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M), usado como um peso para o cálculo.

Além disso, para que o financiamento seja liberado, é levado em conta, a nota que o curso tem no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), que é baseado no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Os cursos que receberam nota 5 (conceito máximo) ficam com 35% dos financiamentos. Já quem tem nota 4 recebe 30% do financiamento. Um total de 25% é destinado aos cursos com conceito 3, enquanto que os 10% são direcionados aos cursos recém-autorizados.

Outro diferencial para as instituições de ensino superior com melhores notas é que, nas graduações com conceito 5 no SINAES, poderão ser separadas até 50% das vagas para o FIES. Quem teve nota 4 pode ampliar até 40% de sua base. Os cursos com conceito 3 podem alcançar 30% das vagas, enquanto que os cursos recém-autorizados devem destinar para o FIES até 25% de suas vagas.

Category: Estudante

Leave a Reply